Novidade a caminho: Saiba como será o novo Aeroparque

Projeto de expansão beneficiará milhares de passageiros e também moradores, que contarão com extensa área verde anexada para recreação e prática esportiva.

69

O aeroporto Aeroparque Jorge Newbery normalmente é o preferido daqueles que viajam partindo de Buenos Aires ou chegando à capital argentina.

Isso em razão da sua localização, bem mais próxima ao centro de Buenos Aires que o Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, conhecido por Ezeiza, nome da cidade onde ele está localizado (a 37 km de BA).

Apesar da localização privilegiada, um ponto negativo do Aeroparque é o seu tamanho que vem se tornando cada vez mais limitado.

A situação está ainda mais grave após recentes anúncios de novas rotas para o aeroporto, sendo que esse fato vem causando incômodo e transtornos aos viajantes, visitantes e centenas de profissionais que trabalham no local.

Sem anunciar oficialmente como um plano, mas com várias propostas em curso e outras agendadas, o governo está agindo para que o principal aeroporto da Argentina ganhe mais espaço.

Foto: LA NACION

Com a limitação da linha de trem e uma rodovia em um dos seus lados, será o Rio de la Plata que terá o seu canal modificado para que o Aeroparque Jorge Newbery possa ser ampliado.

+++ Low Cost Norwegian tem data para começar a voar na Argentina

+++ GOL Anuncia Novas Rotas Destino à Argentina

+++ Inauguradas Duas Novas Rotas que Ligam a Argentina ao Chile

De acordo com o jornal LA NACION, o projeto estima que o entorno do rio ganhará cerca de 19 hectares, terreno que será utilizado para operação do Aeroporto e que também vai acomodar uma grande área verde a ser aproveitada pelos porteños para recreação e prática esportiva.

Projeto de expansão do Aeroparque. Foto: LA NACION

Algumas licitações já estão em andamento, e outras ainda dependem de autorizações que estão faltando.

A ideia dos responsáveis pelo projeto é adequar o aeroporto e áreas ao redor, buscando assim receber os visitantes com mais conforto, evitando causar tantos transtornos nos horários de pico, que frequentemente contam com vias lotadas de passageiros, carros de empresas de aluguel e veículos particulares.

Para desafogar o trânsito, estão inclusive considerando adotar um novo sistema de táxis monitorado e moderno.

Foto: LA NACION

Embora o projeto esteja avançando, algumas questões burocráticas ainda devem ser resolvidas, como um estudo de impacto ambiental para detectar se as modificações na área terão efeitos sobre a flora, a fauna e os leitos dos rios.

E não é só isso. Outra decisão de peso a ser tomada será sobre a demolição de uma base militar localizada próxima ao local. Porém, de acordo com cálculos realizados, remover essa zona militar do aeroporto significará cinco novos postos de atendimento, que diariamente podem servir a milhares de passageiros.

Estamos na torcida para que o projeto se concretize logo e alcance seus objetivos!

Foto: LA NACION
Foto: LA NACION

Comentários

comentários