Rock Argentino X Rock Brasileiro – Quem Copia Quem?

Mais um desafio Brasil X Argentina, dessa vez é no campo musical, mais precisamente no rock. A pergunta é: quem copia quem?

177

Mais um desafio Brasil X Argentina, dessa vez é no campo musical, mais precisamente no rock. A pergunta é: quem copia quem?

Começaremos com O sucesso da banda argentina, Soda Stereo, “de música ligera”.

O hino do rock argentino dos anos 80 performado por Gustavo Cerati, desembarcou no Brasil no começo dos anos 2000 com a já veterana banda, também dos anos 80, Capital Inicial, sob o nome de “A sua maneira”. Confira também a versão brasuca e deixe o seu veredito de qual é a melhor.

A segunda música da lista é um clássico com Rei Roberto Carlos, que pode não ser considerado um rock na sua essência, entretanto devemos considerar que esse tema foi escrito pelo “rei do iêiê” com o objetivo agraciar o seu amigo rockeiro, Erasmo Carlos.

A música é Amigo, que foi regravada pela banda hermana Attaque 77 em uma versão muito mais pesada que a nacional.

Agora o rock de desempate: Quem ganhará? Brasil ou Argentina?

Ganha Brasil amigos!!! Uma versão quase idêntica a brasileira no quesito letra, sendo uma tradução e não uma adaptação, temos o sucesso “O tempo não para” do Barão Vermelho / Cazuza, que é bastante conhecida e popular em terras vizinhas, com o nome de “El tiempo no para” e é tocada pela banda Bersuit Vergarabat (que até mesmo canta uma estrofe em sua versão original em português).

Versão Original:

Versão Argentina:

E então? Você curtiu esse duelo de quem copia quem no rock brasileiro / argentino? Você conhece outro caso de cópia ou versão? Comente!

Comentários

comentários